terça-feira, 11 de dezembro de 2007

Martinho da Vila: negritude e música erudita no "Concerto Negro"

O cantor Martinho da Vila lançou este ano seu CD "do Brasil e do Mundo". Espetáculos na Europa e distribuição do disco na Itália, na França, em Portugal, na Inglaterra e na Espanha marcaram o lançamento da obra, que traz participações especiais de Negra Li, Margareth Menezes, Toni Garrido e da cantora americana Madeleine Peyroux, que canta em Madeleine I Love You, uma versão de Madalena do Jucu.

Mas o objetivo deste artigo é resgatar a história de uma das mais louvadas iniciativas do compositor, que também é um militante orgânico do movimento negro brasileiro: o Concerto Negro, inspirado no cancioneiro afro-brasileiro, tem um repertório que recebe tratamento orquestral. Martinho interpreta canções e comenta a atuação do negro na música erudita brasileira.

O próprio Martinho esclarece os motivos que o levaram a conceber o espetáculo: "A primeira vez que fui aos EUA fiquei espantado com cartazes luminosos com negros, revistas com negros nas capas. Na época isso não acontecia aqui. Avançamos muito nesse sentido. Durante o centenário da abolição, a discussão das questões negras levou o Brasil a reconhecer que o racismo também existe aqui. Até aquele momento, escutávamos que o Brasil era uma democracia racial. Com relação ao “Concerto negro”, é uma forma de afirmação da cultura negra. A maioria das pessoas acha que o negro só tem influência no futebol, na música popular, mas na música erudita também temos participação expressiva".

Sua idéia nasceu em 1988, ano em que Martinho aceitou o convite do maestro Leonardo Bruno para atuar com a Orquestra do ES num projeto de integração clássico popular. Daí surgiu a continuidade do projeto em 1995, em Belo Horizonte e Diamantina, MG. Martinho da Vila foi responsável nos anos 70 pela aproximação do Brasil com a África Portuguesa, em especial com Angola do poeta político Agostinho Neto, funcionando como um embaixador cultural. Daí seu pioneirismo em um projeto desta natureza.

As peças do "Concerto Negro" são do Padre José Maurício, extraordinário músico e compositor do 1º Império, influenciado pelo canto litúrgico europeu. Além dele, foram executadas obras do cabloco Alberto Nepomuceno, que chegou a diretor da Escola de Música da UFRJ e grande incentivador de Villa-Lobos, sendo o primeiro compositor brasileiro que compôs e impôs ópera em português.

A escolha do repertório levou em conta temas ligados à cultura negra ou os compositores que trabalharam com esta causa, não só no Brasil mas no mundo como Nobody Knows (Negro Spiritual), Summertime (George Gershwin) e Concerto para Violoncello (Saint Saens).
Sob a regência do maestro Leonardo Bruno, à frente da Orquestra Sinfônica Rio, o "Concerto Negro" contou com as participações da pianista Sarah Higino, do soprano Elizeth Gomes, do violoncelista João Cândido e do barítono Pedro Alcântara. A direção geral do espetáculo foi de Antonio Pitanga e Ricardo Cravo Albin, e a direção de produção, de Antonio Pompeo.

O Concerto contou com a participação do Coral da Família Alcântara, composto de 40 integrantes entre filhos, netos e bisnetos da matriarca Vó Mena. Os Alcântara conservam a tradição do canto lírico desde o Século XVIII, quando vieram trabalhar na mineração em MG.

Um comentário:

Juares De Mira disse...

Caro Amigo

Meu Nome é Juarês De Mira sou Cantor Lírico (Baixo) , Moro em Curitiba, sul do Brazil. Desenvolvo um Concerto de voz e Piano e minha especialidade são os Negro Spirituals ( Classicos Arranjos) feitos por Harry Burleigh, Rosamond Johnson, Lawrence Brown , Hall Johnson Roland Hayes e os compositores Brasileiros e Americanos tais como: George Gershwin, Jerome Kern, Aaron Copland,Cole Porter, Camargo Guarnieri, Lorenzo Fernandez, Francisco Mignone, Waldemar Henrique, Hekel Tavares e algumas canções como Ol' Man River, Swing Low Sweet Chariot , I Got Plenty O' Nuttin', Sometimes I Feel,Deep River, Boi - Bumbá, Negra Fulo, Quizomba, Funeral D'um Rei Nagô ...
Nos Links Abaixos tem algumas Gravações de Concertos realizados em Sao Paulo (Teatro Sao Pedro) e Curitiba ( Teatro Guaira) !
Se puderes ver e ajudar na divulgação, e me informar como incluí-lo na programação cultural de sua cidade ... Lhe agradeço!!

Neste links do youtube- myspace e dailymotion

http://br.youtube.com/watch?v=RNSaDNlXMb8

http://vids.myspace.com/index.cfm?fuseaction=vids.individual&VideoID=24385959
ou
http://www.dailymotion.com/Jualmir/video/x3fsk9_i-got-plenty-o-nuttin_music

Site http://www.negrospirituals.redeesperanto.net/

Atenciosamente

Juares de Mira